Cotonetes, brincos e outras coisas para os ouvidos – Primeira edição

Falta de criatividade as vezes traz criatividade em excesso.

E foi sem mais nada pra falar que me lembrei: Música é sempre uma saída!

Então tá ai, a noite de quinta pra sexta-feira a partir de hoje é proclamada como a noite do “Cotonetes, brincos e outras coisas para os ouvidos”, que vai ser minha análise, opinião e crítica sobre música.

É de conhecimento de todos que o Blink 182 voltou a não muito tempo, certo? Pois então, como o tema ainda está quentinho na nossa cabeça de cultura dinámica e volatíl, eu trago hoje pra vocês minha avaliação de um dos discos do blink 182, o mais aclamado (pelo menos por mim), o épico “Take off your pants and jacket”

Capa do cd Take Off Your Pants And Jacket da banda Blink 182

Capa do cd "Take Off Your Pants And Jacket" da banda Blink 182

1. Anthem Part 2. – Essa música devia tocar na hora dos partos de todas as crianças, pois é a melhor música de abertura que já ouvi. E isso não somente por ser uma música muito boa e abrir o cd, mas também por ter um clima que cresce conforme a música vai se aproximando do fim, o que faz com que os pezinhos, que antes estavam parados no chão olhando um para o outro comecem gradativamente a se bater no ritmo frenético da música.

2. Online Songs – Uma das várias músicas do blink escritas para josie, uma namorada (se real ou imaginária não sei) do mark. Essa música, diferente de uma música mais antiga com o nome de “Josie”, é um pouco mais calma e na verdade fala sobre a separação do mark com a tal josie. Em termos de música, alta qualidade, como quase sempre, e um baixo marcantemente simples porém com grande presença durante os versos que faz qualquer um ficar cantarolando a música naquela reunião chata de estabelecimento de metas da sua empresa.

3. First Date – Meu primeiro encontro com o amor por blink. E esse sentimento por essa música se propaga por muitas almas juvenis ao redor do mundo. A música em si já traz um feeling surpreendente que nós faz lembrar de como nos sentimos no dia do primeiro encontro, toda a vergonha misturada com o sentimento de que agora eu vou ser o rei do mundo por alguns instantes e depois disso não vou mais precisar mentir nada pros meus amigos. E ainda, depois de todo esse deleite musical ainda temos pra essa música um dos clipes mais geniais de todos os tempos. Forever and ever!

4. Happy holidays, you bastard – Uma música curta, rápida e cheia de palavrões como toda boa piada blinkiniana.

5. Story of a lonely guy – A primeira balada do cd. Mas, em se tratando de blink 182, balada não deve ser entendida como aquela música chata que você escuta quando toma um pé ou daquelas que você manda as letras pras garotas. Baladas, no estilo blink, são musicas que normalmente trazem o que realmente um jovem sente quando bate mais forte o coração. Sem tantas filosofias homéricas como estrelas, o sol e a lua, são comparações mais simples como seu quarto e o caminho até a escola. Os blinkers também amam.

6. The rock show – Um show de rock, como diz o nome da música. Outro caso de clipe clássico. Outra música que te faz sair por ai dançando sem as calças. Outro ponto pro blink.

7. Stay togheter for the kids – Um prenuncio do que viria a ser o próximo albúm do blink 182. E isso é ruim? Negativo. Como toda criança, o blink tambem teve que crescer, e essa música é um dos primeiros conflitos da adolecência do blnk, a questão da separação dos pais. São coisas como essas que fazem do blink esse fenômeno, essa capacidade de acompanhar o crescimento real pelo qual todos passamos.

8. Roller coaster – Mais uma música sobre garotas, dessa vez numa montanha russa. Mas porque tantas músicas sobre mulheres? Me digam quantas vezes por dia pensamos em gurias quando somos adolecentes que eu tenho certeza que a pergunta está respondida.

9. Reckless abando – Primeiro beijo até se esquece sim, mas primeiro pé na bunda, impossível. Toma blink, nossa banda-adolecente agora aprendeu a base de duras experiências o que é o adeus. E assim é a vida. Blink ensina.

10. Every time i look for you – Eu tenho uma reclamação sobre essa música: Até hoje não sei porque ela não ganhou um clipe. Até trilha sonora do american pie 2 ela foi, é uma baita música, mas não ganhour clipe. Pelo menos parece que o blink está se apaixonando outra vez e notando que um fora não é o fim do mundo. Reforçando, esse cd é a descrição perfeita da adolecencia.

11. Give me one good reason – A guitarra repetitiva e dançante embala essa canção sobre as dúvidas de qualque adolecente. Porque o pai e mãe não me entendem? Porque as garotas querem por piercing? Porque matar escola é tão bom? Uma música que pergunta, mas não que responde. Mas mesmo assim, uma grande música.

12. Shut up – Essa música ressalta mais a bateria do travis do que qualquer outra do cd. Logo, é dispensável dizer que se trata de uma ótima música.

13. Please take me home – Fim da noite, você bebeu demais, a festa acabou, tudo foi muito divertido, mas, é hora ir pra casa. E é nessa música com clima de despedida que o blink fecha o cd, sem que eu tenha achado nenhum motivo para não se amar essa banda.

O cd tem três versões diferentes, com diferentes músicas bonus e cores de capa, mas não vou me ater a esses cds porque alguma coisa vocês têm que descobrir por si mesmos!

So, sorry, it’s over!

~ por lucasexplica em 06/03/09.

Uma resposta to “Cotonetes, brincos e outras coisas para os ouvidos – Primeira edição”

  1. Outra música que te faz sair por ai dançando sem as calças.

    aehoeahaoeuoeuohaouehoeooahheaue

    Melhor descrição!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: