A finalidade do acaso.

Todo mundo aqui deve achar rotina um saco. Pelo menos eu acho. E, caso não houvesse o acaso, estariamos fodidos. Mesmo imaginando que a fuga da rotina é planejada, ela não é.  Tudo que sai totalmente como o planejado acaba vazio, sempre parecendo ter faltado algo. E faltou, o acaso. O fator surpresa é sempre o que nos faz felizes, porque quando se faz o que se planejou somente todas as reações são previstas, logo, todos os sentimentos também, e eu não entendo como a felicidade pode ser premeditada, do tipo “ah, e na hora que entrarmos na festa dai vamos todos ficar felizes”. Isso não existe. A felicidade surge, em grande parte dos casos, de bons acontecimentos que não eram esperados. Ou você esperava receber aquele bouquet de rosas que até hoje te faz chorar? Ou seu grande amor, você sabia quando e onde ia conhecer? E aquele beijo que sempre te dá calafrios de lembrar, tu previu? eu não sou o Walter Mercado, mas sei que tua resposta é não.

A felicidade se faz do acaso. O sentido da vida é ser feliz. Logo, a vida só tem sentido quando damos espaço para o acaso operar.

~ por lucasexplica em 11/03/09.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: